Número total de visualizações de página

segunda-feira, maio 23, 2011

2046.. não ha voltar atrás.






..desisti do comboio que nos leva a 2046. dizem que é de lá que se vivem as memorias perdidas, e nunca ninguem conseguiu voltar.

perdeu-se a cara valente. perdeu-se o lirismo, ou a réstia do que sobrava dele, e desistiu-se disso que dizem"que é onde julgamos encontrar a nossa cura".

perdi.

o filme

deixou-se o indivisivel para o divisivel.
deixou-se a prosa e o poema para quem viva na formula.

o lirico nao vive mais, nao ha mais viagens, nao ha toque, hoje o comboio está aqui, onde ele irá chegar nao sei, apenas sei que nunca ninguem voltou de lá.

até á proxima 2046.



tantas direcções, tantas espera sem esperar, tanto comboio para apanhar, tanto pé para se tirar do chão...e levitar de paixão.




2046被删节B Faye Wong from toniwenwen on Vimeo.



não é tristeza, é caminho feito, é aprendizagem.

a vida nao é como nos filmes, mas sempre temos os filmes. vinha no jornal no outro dia.

hoje vivo desfasado, nao se vivem as coincidencias, os impulsos, vivem as formulas matematicas, os timings, os relogios.. tudo tem de ser"assim"... estou descrente do Amor. so isso, nao o da cabeça, mas o do peito.


ele- desisti do cara valente, cansei-me. cansei-me de acreditar, cansei-me de olhar pela janela do comboio. volto para a caverna onde no "nada" ninguem irá sair mal.

ela- o agora vai-te provar até que se transforme.

ele- perdoa-me/perdoe-me, o "agora" nao existe. o agora é o fade away.

até que alguem volte do futuro.

é isto o 2046, um filme cheio de burlesco asiático, com argumentos mais fortes que as vontades. com toques, cores, cheiros, comidas, e mil olhares.
somos levados para um universo de 1967, hong kong, revoluções, um jornalista fica apaixonado por um espaço tempo"2046" e por tudo que lá acontece. Fala-se, escreve-se, respira-se amor/sexo/luxuria/perdição. Pensa-se num comboio do futuro, que aparece, no meio de néons e luzes difusas.
O mesmo amor mas depois de uma viagem no tempo.
É um filme que mais parece uma ópera, onde somos levados por completo para o universo do Wong Kar Wai, que aqui apresentava a sua primeira grande obra. (depois fez o blueberrynight's com o Jude Law e a Norah jones) também esse filme cheio de cor, luz e paixões mais fortes que o tempo.

Sem comentários:

Real Time Web Analytics