Número total de visualizações de página

segunda-feira, setembro 29, 2008

Phantom 1 e Phantom 2 by Justice do album"Cross"



aqui fica a parte 1 ...

e o melhor vem para depois..



fotos dos senhores..





esta é para o pessoal que tenha andado no Florentino e quer brincar uma beca. lol




só um cheirinho..investiguem!!


BUM!!!!!

Hit it hard by Peaches







Wanna get u home wanna make me moan
wanna get u in my pleasure dome
wanna make it hot
get your pistol cocked
gonna get ya if your ready or not

wanna chew the fat
wanna hit your back
what ya say to that?
pardon me but please
on you hands and knees

lets hit it hard
now you're in charge
you wanna roll
then take control
get up on the floor
show me what its for
wanna score
por favor
come on rock it hardcore

wanna bring back sling back tickle fight
wanna do it do it do it right
make a women a man and a man can can
I think your mac needs a lot more ram
be my moog and I'll twiddle your knob
be my corn and I'll nibble your cob
now take my apples and start to bob
you play the jewels and I'll grab and rob

lets hit it hard
now you're in charge
you wanna roll
then take control

you wanna go
then let me know
you want it bad
you never had it so

get up on the floor
show me what its for
wanna score
por favor
come on rock it hardcore

wanna hear ya hum my ding a ling
gonna help ya stick but not cling
lets break on out of this sing sing
do me a favor and hold that thing

some people think I'm condult
wondering it I'm getting it
well now ya know I don't have to prove it
stay a while and I'll get to move it

wanna feel your lust
I know I'm gonna bust
its a must must must
tell all the others to eat your dust

lets hit it hard...

get up on the floor
show me what its for
encore
gimme more
meet me at my private door

come on come on come on
rock it hardcore

Romantic Rights by Death From Above





"Romantic Rights"

Your romantic rights are all that you got
Push them down son it's more than just lip
C'mon girls I know you know what you want
C'mon, C'mon now and give them all shhhhh
You're beating walls now you just won't quit
You play with shapes but they just won't fit
I know you love me you don't know what you like
You're watching TV I stay up all night

I don't need you
I want you [2x]

South Carolina kid is heating things up
His wounds are bleeding and we're filling the cup
This game will save us if we don't die young
C'mon, c'mon now yea have some fun

Come here baby I love your company
We could do it and start a family
She was living alone unhappily
We could do it, it's right romantically [3x]

I don't need you
I want you [6x]

Frase 2

A frase (mais uma)

"Os fiéis do Deus-mercado parecem ter descoberto de repente as virtudes do Estado Social, devidamente adaptado aos valores da religião do lucro a qualquer preço e que, em vez de apoiar os pobres, subsidia os ricos."

Manuel António Pina, "Jornal de Notícias", 29 de Setembro de 2008

quinta-feira, setembro 25, 2008

a conjuntura, com um pensamento.












A frase:
"As políticas de privatização da segurança social ficaram desacreditadas: é eticamente monstruoso que seja possível acumular lucros fabulosos com o dinheiro de milhões de trabalhadores humildes e abandonar estes à sua sorte quando a especulação dá errado."
Boaventura de Sousa Santos, "Visão", 25 de Setembro de 2008


obs: até que o senhor tem razão... afinal se os privados e direitas dizem que o provado é que safa isto tudo,e que o estado nao tem nada que ver com os lucros exurbitantes que aumentam a alienação social e as discrepâncias socias, quando aquilo dá para o torto, nao será que deviam pagar por isso?!..

Gostava de ouvir o Lucas Pires agora, ele que defende(e eu confesso que até certo ponto estou de acordo) que se deve implantar uma forma de pensar que se o trabalhador tiver um mérito muito bom deverá ter direito aos seus lucros e prémios justamente atribuídos... mas..e se fôr o oposto?!
Encontra-se um bode expiatório,uma desculpa bem globalizante que ninguem tenha culpa e seja obra do acaso, e assim ainda conseguimos uma boa desculpa e simplesmente não se passou nada. Apenas foram meros trabalhadores que foram despedidos,o estado que sofra com as compensações do fundo de desemprego e aquele CEO vai novamente para outra empresa ou quadro de adminstritação com "chouffer" privado,um carro de alta gama de dois em dois anos, e uns ordenados que até metem impressão.

Isto pode parecer meio comunista,ou até meio radical,mas acho que estamos numa fase importantíssima que todos deveríamos pensar...partindo do pressuposto que as holdings irão exacerbar tudo e todos,que as empresas se irão unir para poupar esforços e ordenados,fazendo assim que haja uma diferença social entre o mais pobre e o mais rico,quer seja no comercio tradicional,
na agricultura,pescas,tecnologia,comunicações, etc...

Onde tens que te juntar para nao seres engolido, mas..senhoras e senhores..
Isto pode estar a cair. E agora?! ..
Não deverão ser presos? despedidos?!..pagar com a guita que juntaram nos "off-shores" (nao tou irritado, calma...),e assim...enc0ontrar uma solução.
Se tiverem de vir cá para baixo pedir para sobreviver,hipotecar algumas casas,vender barcos e tudo mais..que vendam! estou em desacordo que seja o estado a ajudar estes,porque se há milhoes que desde sempre viveram na merda,mais uns quantos nao iria fazer muito mal.

Isto nao é nenhum recalcamento e apenas quer dizer que nao se trata de vingança,mas digamos que não deviamos dar uma sopa a quem cuspiu nela ja há muito tempo.
Ou seja...o capitalismo quando chega á falencia e á bancarrota vira-se para o Estado.

O que acham?!...não quero parecer radical,nao quero parecer comunista,nem extremista. Os que me conhecem sabem que sou uma pessoa de esquerda,mas como dizia o grande Capitão Moura,tento ser "justo, honesto,coerente e imparcial!".

Há que ser radical,temos de ir á propria origem da palavra. Radicais! Todas as pessoas que ouçam essa palavra ficam logo com uma noção de alguem louco,sem sentido,desgovernado..não!Um radical não é um louco, eu sou um radical,radical nos nossos principios,nos principios bem enraizados,nos principios que todos devemos defender,radicalmente responsavel,radicalmente responsabilizando,radicalmente humanista,comprometido com o que devemos fazer e defender. Justiça talvez. Isto é parte de 15 segundos de um breve excerto que o Valete pôs sobre um politico que veio mexer com isto ha uns quantos anos. No entanto os Media fazem-no passar por tolo,por um brincalhão que nao sabe o que faz. Não vou dizer quem é porque iam logo associar-me a esse Senhor,que sinceramente eu aprecio. Eu gosto desses que mexem com isto,estejam correctos em tudo ou nao(com certeza que não o estão),importa sim é que está a revoltar-se com "isto" com este marasmo com este viver como uma ovelha vive no rebanho enquanto muitos tomam conta disto..já me estou a distanciar do que quero falar,enfim pensem..nao papem tudo como vos é dado,racionalizem as informações que vos dão, ja é um principio.
Exemplo demasiadamente generalizado: Um pobre que chegue a rico, consegue (por vezes)aguentar-se, mas um rico que chegue a pobre (normalmente) tem muito mais dificuldades.
concordam?!..
enfim ninguem vai reponder,mas pode ser que pensem nisto.
ah vejam o KOYANISQATSI , é uma triologia sobre o universo e as nossas sociedades. Vejam,informem-se...explica isto tudo e o
caminho que já tomamos á muito.
(parecia um velho do restelo agora..)

quarta-feira, setembro 24, 2008

tributo sem sono ás praias desertas que continuam.




obs: o sono faz-me sêr facil e óbvio. sou um sêr simples,confesso.
todos os direitos reservados, em acreditar,e em não acreditar.

terça-feira, setembro 23, 2008

afinal..

"Perante a catástrofe iminente, aqueles mesmos que reclamavam, há poucos meses, menos Estado, mais privatizações, recorrem agora ao Estado, com total desfaçatez, isto é: ao dinheiro dos contribuintes. Privatizam-se os lucros e socializam-se os prejuízos - essa parece ser agora a regra."

Mário Soares, "Diário de Notícias", 23-09-2008

obs: afinal..até que tem razão,ou nao tem?! para reflectir..

facto, comprovado.





Transport, motorways and tramlines
Starting and then stopping
Taking off and landing
The emptiest of feelings
Disappointed people clinging on to bottles
And when it comes it's so so disappointing

Let down and hanging around
Crushed like a bug in the ground
Let down and hanging around

Shell smashed, juices flowing
Wings twitch, legs are going
Don't get sentimental
It always ends up drivel

One day I'm going to grow wings
A chemical reaction
Hysterical and useless
Hysterical and ...

Let down and hanging around
Crushed like a bug in the ground
Let down and hanging around

Let down again
Let down again
Let down again

You know, you know where you are with
You know where you are with
Floor collapsing
Floating, bouncing back
And one day....
I am going to grow wings
A chemical reaction
Hysterical and useless
Hysterical and...

Let down and hanging around
Crushed like a bug in the ground
Let down and hanging aroun.

obs: sim, parece-me que sim.

hmm.. pois..









segunda-feira, setembro 22, 2008

a ver...até quando.



não há mesmo uma explicação. sem Karmas demarcados,mas com vontades óbvias, por vezes pensa-se se o estado racional nos deverá invadir ou não. Eis uma dúvida que subsiste desde sempre. Se aceitar algo que me parece pesado demais devo baixar os braços passando por cobarde e garanto que o sono e a guerra nao me assaltam,ou confronto-o como se fosse um jogo egoísta do qual tenho e quero vencer independentemente do que poderá acontecer?!
Talvez sejam apenas meros rasgos que o karma ou "destino" me dão para ultrapassar como tudo o resto. Não creio. Apenas que sinto o cinzento a consumir-me,que sinto as folhas ja a apareceren secas no chão, e que as primeiras gotas ja se fazem notar. No entanto o calor ainda se mantém. Tempos,razões,saudades...quando confrontados com as evidências de uma derrota ou vitória(quem sabe!?) de pouco ou nada valem.Tal como este texto cheio de metáforas absurdas que nao parecen fazer muito sentido.
Sei que nao me quero consumir no cinzento.Sei apenas que "quero".Mas talvez nao esteja escrito,ou entao que ja tenha sido escrito que nao é este o meu dia.
Janelas que se têm de abrir,portões bem pesados, tudo metáforas que me fazem doer as mãos. Sinto o aperto nos dedos,aquele aperto como quando temos algo pesado que nos vai magoando as mãos,mas ainda nao é aqui que ficamos.Tenho de andar mais um pouco com este aperto na mão porque nao é aqui que fico,é lá mais á frente.
são 02.26 e não sei se chego lá com alguma coisa ainda para dar.
sou forte,vou chegar lá.(aperto as maos ,puxo o peso para cima e acelero o passo).

quinta-feira, setembro 18, 2008

Liga dos Ultimos em grande como sempre!

http://videos.sapo.pt/ligadosultimos

De facto este é apenas um site imperdível para quem não conhecia o programa.
Esse fantástico programa sobre Futebol e o que rodeia, neste caso, mais sobre as pessoas,sobre os costumes,sobre as figuras invulgares e os argumentos sem capacidade de resposta.
Disfrutem que vale a pena!
saudações a todos menos a 1

Aqui coloco uns videos do "Capitão Moura" esse Senhor em todos os sentidos,esse empreiteiro que fez os palácios do Saddam, que é reconhecido por todos onde quer que passe, e que este sim é um Senhor desse Futebol que temos! em grande!!!

Senhoras e senhores, a todos vós, o grandioso...
CAPITÃO MOURA!!!!






Babe...








I want you so hard
I want you so good
But can you trust me?
Yes, you know you could
My friends are talkin'
And they're tellin' you

Don't waste your time cause the boy's bad news

My friends are talkin'
And they're tellin' you

Just leave him alone cause the boy's bad news

I want you so hard
I want you so good
Now take a chance, momma
You know you should
Trust your instincts and let me in
Just be my ride and I'll be my friend
My friends are talkin'
And they're tellin' you

You're wastin' your time, the boy's bad news

My friends are talkin'
And they're tellin' you

Leave him alone, cause it's just bad news

quarta-feira, setembro 17, 2008

Onde está o Matt? By palamber.blogspot.com

Segunda-feira, 15 de Setembro de 2008

Onde está o Matt? (Where the hell is Matt?)

Se é daquelas pessoas que adora viajar e gostava de fazer isso a vida inteira, pense da forma mais estúpida que existe, mas que seja extremamente eficaz. Ou seja, pense como um jovem de 29 anos chamado Matt, nascido na Austrália.

Matt decidiu guardar dinheiro para fazer uma longa viagem até gastar os dólares todos que andou a poupar. Ainda a ideia estava a realizar-se e um dos amigos de viagem decidiu filmá-lo a dançar em cada sítio que passava.

Ora, uma vez divulgado na Internet, Matt ficou famoso pela dança estúpida que fazia e isso fez com que os empresários da empresa Cadbury-Adams (os que inventaram a Trident) divulgassem a chiclete denominada StrideGum, através do jovem Matt.

Neste momento, mascando e dançando de forma ridícula, Matt anda pelo mundo fora a ganhar imenso dinheiro dançando daquela maneira. E já muitos fãs se juntam a ele para dançar... inclusive em Lisboa!

Melhor que as palavras, só mesmo o vídeo. Totalmente pa Lamber!

obs: MUITO MUITO MUITO FIXEE!!!uma grande viagem em 4 minutos! vejam lá isto!

domingo, setembro 14, 2008

By Blitz.pt

Quando os músicos querem mudar o mundo - canções de protesto do século XXI

Revista norte-americana dedica edição às reivindicações dos artistas. Conheça aqui um top de hinos políticos e o manifesto pessoal de Michael Stipe (R.E.M.) e Tom Morello (na foto), entre outros.

"Enquanto figura pública e alguém que escreve música acho que o meu papel é, atavés da música ou de qualquer outro meio em que trabalhe (...) ajudar a comentar e interpretar o tempo em que vivemos", diz Michael Stipe, dos R.E.M, num longo artigo publicado este mês pela revista de música norte-americana Under The Radar .

Em tempo de eleições nos EUA, a publicação que se define como a "solução para a poluição musical" falou com nomes da música habituados a dar a cara aos protestos sociais e fez uma edição especial com dezenas de manifestos.

Com a maioria do meio partidária do democrata Barack Obama na corrida à Casa Branca, aquilo a que Stipe responde não passa de uma questão de fundo: Queremos que os músicos e outras figuras públicas falem de política e será que as opiniões destes fazem alguma diferença?

Tom Morello, dos Rage Against The Machine, é um dos que acha que sim: "Nos últimos anos aconteceram grandes milagres - acabou o apartheid, o muro de Berlim caiu, houve enormes conquistas nas áreas dos direitos humanos e das mulheres. Estas coisas não caíram do céu nem estavam predestinadas. Aconteceram porque as pessoas lutaram por elas".

Ao longo do número, várias fotografias com nomes do rock, hip-hop ou indie, acompanhados dos seus cartazes reivindicativos e um top 10 de canções de protesto dos anos 2000 rematam a edição especial nascida nas eleições de 2004 e causadora de alguma polémica. Será, afinal, do poder das palavras?

Quem o sugere é o também ouvido rapper Chuck D, dos Public Enemy: "A música tem tanto poder como um discurso ou um hino. Pode começar uma guerra ou trazer a paz".

Os manifestos das estrelas

Wayne Coyne (Flaming Lips) - "Sê uma boa pessoa"
Ok Go - "Eles apostam na tua apatia"
St. Vincent - "A guerra está sobrevalorizada "
Tom Morello - "Alimentem os pobres, lutem contra o poder"
Michael Stipe (R.E.M.) - "Jornalistas inchados e sem coragem"
Death Cab For Cutie - "Só uma coisa: boletins de voto preenchidos"
Jarvis Cocker (Pulp) - "Parem de comprar"
Shout Out Louds - "Ninguem quer saber"
Foals - "Volta para a cama América, o governo já resolveu tudo"
Supergrass - "Os golfinhos não são só objectos sexuais"
Jamie Lidell - "Libertem o Cliché Guevara"
Elbow - "Votem!"


Top 10 das músicas de protesto do século XXI ( pela Under The Radar )


1. Bright Eyes - "When The President Talks to God" (2005)
2. Jarvis Cocker - "Cunts Are Still Running The World" (2006)
3. Tom Waits - "Hoist That Rag" (2004)
4. Talib Kweli and Cornel West - "Bushonomics" (2007)
5. Kris Kristofferson - "In The News" (2006)
6. Arcade Fire - "Intervention" (2007)
7. Sleater-Kinney - "Combat Rock" (2002)
8. Elbow - "Leaders Of The World" (2005)
9. Sharon Jones & The Dap-Kings - "What If We All Stopped Paying Taxes" (2002)
10. Bruce Springsteen - "How Can a Poor Man Stand Such Times And Live" (2006)

Foto de: Rita Carmo / Espanta Espíritos

sábado, setembro 13, 2008

in Diario Digital Hoje

sábado, 13 de Setembro de 2008 | 12:15
Radiohead têm novo álbum quase pronto

Os Radiohead têm o sucessor de «In Rainbows» quase pronto. O baixista Colin Greenwood disse à BBC que as gravações devem começar no fim do mês. «O esqueleto do disco está pronto, por isso vamos para o Japão conclui-lo», disse. Ed O`Brien acrescentou que a banda está «muito entusiasmada».
obs: .. será este ano que vêm cá?...ja era tempo.

sexta-feira, setembro 12, 2008

Um desafio..bem á medida espero.







epa desafio o pessoal, isto porque já tenho mais de mil e tal vistas ao blog e comentários nem sao assim tantos. Por isso mesmo que sejam comentários a chamar-me sportinguista ou monarca, eu até aceito okay?!
E além disso queria desafiar-vos a deixarem algumas sugestões de algo que eu devesse acrescentar,ou mudar ou coisa que o valha han?!
Se quiserem fazer donativos, o meu NIB é o ..
(depois deixo aqui o numero porque tá na bolsa dentro do carro ok?!
)


obs 1: As diabas têm piada,mas os anjos abandonados no Metro tambem,diga-se.
obs2 : Spank Spank Spank!!! sim, a palmada tem a sua ciência e eu como adepto aqui me confesso que sou um aficionado dessa palmada que tem de ser dada com a mão em forma de concha e que deverá ser bem aplicada no momento exacto para que solte a adrenalina,
(ainda mais) e crie uma maior circulação da vontade ou na maior parte das vezes para a libertação total.



Real Time Web Analytics