Número total de visualizações de página

segunda-feira, novembro 12, 2012

momentos do dia.

Com o sol de novembro a por-se lá ao fundo, nas minhas costas sinto os ultimos raios de sol do dia.

Voltei, abandonei isto por uns tempos, fui a outros lados, fui feliz, fiz golos, gritei, perdi, ganhei.

vi concertos, viajei, conheci outros mundos e outras vidas.
vi filmes, ouvi musicas,  revi corações.

comboios, aviões, pessoas para todos os lados, fotografias, amigos, e um leve traço de crença. Um Homem te de acreditar, mesmo nao acreditando.

fui genuino, sinto-me livre, de tudo ter feito bem. e isso faz-me bem. fez-me bem.
como aqueles jogadores que tinham tudo, que sempre fizeram o seu jogo, sempre tiveram o condão dos passes mágicos, das assistencias perfeitas, mas que apenas nao surgiu o jogo certo no canal certo para que surgisse a chance de jogar as grandes finais e os grandes campeonatos.

sinto-me um "aimar"(deus me perdoe pela comparação), a jogar numa segunda divisão qualquer em Italia com a chance de chegar a qualquer momento a San Siro e vencer o Scudetto. Até lá...farei o meu jogo, na minha cidade do sul de italia, onde sou amado pelos que me amam, onde os meus amigos me abraçam e me saúdam a cada dia que passa.

Sei que posso chegar a San Siro, vivo preparado para esse momento, mas apenas que San Siro está cheio de empresários e jogadores cheios de dvd's, e San Siro continua a ter mais e mais jogadores a cada época que passa.

Sempre sonhei com San Siro, desde que era adolescente que sonho em lá jogar, em triunfar com os meus, em vencer titulos e batalhas, sair como sairam Baresi, Van Basten, Maldini, como sairá Zanneti, saiu Figo, Massaro, Boban, todos de forma humilde mas real, apaixonada.

Estas férias nao fui a Italia, fui a Londres, fiz uns jogos, vi o quanto jogava realmente, vi o quanto tenho de lutar para um dia ter o meu San Siro. Estas experiencias a que os "nao jogadores" chamam de viagens,são boas para vermos o nosso real valor. Não temos de ficar frustrados por saber que jogamos muito mais dos que o que pisam aqueles relvados, cada um no seu jogo, cada um terá o seu espaço. Temos apenas de jogar onde sejamos amados e abraçados.
Jogamos o que jogamos, seja em que parte do globo for.

o Sol já se pôs, voltei aos meus treinos e aos meus jogos.
 É a essência de ter a certeza do mundo que sei a que palcos pertenço.

Ás tantas San Siro já não tem o mesmo encanto, afinal tem sempre o relvado meio em lamaçal, tem sempre 20 jogadores diferentes a cada época que passa, tem sempre caos, nunca tem paz nem estabilidade..
difíceis estes tempos de Lei-Bosman emocional.
Espanha..são os dois golias, Real é o céu, Barça a classe, França tem o Marseille que é um mar de loucura e intempestividade, PSG cheio de mundos plásticos, Holanda..para meninos, Inglaterra..é fantastico mas falta Sol.
Portugal tem o maior do mundo, nunca poderia jogar no Benfica, sei os meus limites; o Vitoria é bom para acabar a época em casa..Inglaterra tem charme e carisma,mas é um gelo, tem mil jogadores novos todas as épocas,mas os adeptos são unicos..Afinal fui a Londres e nao gostei. nao gostei mesmo.
vi as pessoas deprimidas, a fugir de tudo, a cidade suga-nos a energia, tira-nos o chão, talvez quem viva por lá ha mais tempo que saiba contar os segredos. vi alguns mas faltou muita coisa..muita coisa mesmo.
EUA...NYC dava-me tudo, mas eles sao tão parvos ás vezes..e com a Lei Bosman emocional um player como eu se nao tivesse afamilia cm suporte nao iria sobreviver.

volto ao meu jogo, ao meu clube, aos meus bons habitos, ao meu carisma, esqueço-te para muito tempo.
isto é um loop, quase como um desafio a mim, e a ti se o vieres a ler. Recuso banho maria, sou mais que um tacho ou um bom "amigo" de ombro, afinal..é sempre confortável desse lado. Deste..o coração ha-de se cansar como diz o MEC, ele cansou-se no passado, cansou-se nestes ultimos dias.
Sei do que falo.

Depois, surgem hipoteses, surgem momentos, surgem historias antigas, surgem transferencias inacabadas, surgem certezas de que ha outro estádio, outro país, outra paz, outras essencias, que nunca tiveram a sorte nem os timings para existir realmente. como os contratos que "el Dios" assinou em pleno mediterraneo com o Nápoles, esta hipotese real e recente, mais verdadeira que nunca, teve apenas o azar do mercado do outro lado estar fechado e temos sempre de esperar mais uns meses até á abertura do mercado e conversar novamente. É real, sente-se, vê-se o projecto, ve-se a estrutura, ve-se a paixao que as pessoas têm.
É uma "Bombonera" , cheia de paixao, de trofeus para conquistar noutros mares, com cores vivas, com tudo para poder ser triunfal.
No dia em que fossemos embora ia receber a baliza como troféu.
Surgem hipóteses de assinarmos por esse histórico, cheio de estrutura, com amores de outras épocas, com flirt's de verão e com certezas de que tudo podia funcionar em cheio. Ou pelo menos até quando tivesse de ser. Mas o mercado lá é muito curto, o espaço para conversar á mesa, para jantar, para debater objectivos é sempre curto, até um dia talvez. Mas ficou a certeza do que podia resultar, do que podia bem ser. Afinal..A Lei Bosman pode ser vista como mercenária, mas o mundo também o é, San Siro foi mercenário, a Bombonera já o foi. É a lei destes dias infelizmente. Não o quero, mas o mercado é maior. Se me recusasse a assinar pelo Boca, talvez ficasse para sempre aqui neste pedaço de terra, quero dar, quero ser amado, quero vencer com um clube vencedor que tenha em sua casa o carisma dos grandes palcos. sinto isso. tenho essa certeza...
não foi desta ainda. nem San Siro, nem Bombonera, já surgiu um Anfield, já surgiu um Vicente Calderón, já joguei em grandes palcos, daí ter essa certeza. Lesões, inexperiência,Presidentes injustos que ao primeiro golo falhado me despediram, já me vim embora de Old trafford, já me fartei do Olimpico de Roma..
tenho muita pena de nao ter ido para a Bombonera, mas em breve o mercado abre, e tudo é possivel.

Até lá..jogo o meu jogo, o mesmo de sempre, a cada dia que passa mais e mais. sinto isso. sei disso.
sei que o meu modo de jogar não toca mais nessas telefonias aos domingos de manhã, mas tambem sei que há onde o meu jogo seja ouvido.vou jogar noutros sitios, afinal são só coisas e o mundo está cheio de estadios diferentes cada um com o seu carisma.

O Sol já se pôs..

este video é tudo. tudo. tudo. tudo. 

Sem comentários:

Real Time Web Analytics