Número total de visualizações de página

sexta-feira, agosto 20, 2010

meia duvida, meia resposta, meio texto, meia sensaçao.






no outro dia falava com alguem acerca da necessidade de falar quando nao há nada para se dizer. Como se fosse um vicio deixar que os dedos toquem por si só, que possamos dizer algo irrelevante para nós e para quem nos lê, ou simplesmente para manter o vicio. A questao, ou uma delas, seria que devemos dizer algo quando apenas temos que dizer seja o que for?..

Nao sei, creio que nao. afinal ha tanta coisa que é dita , e bem dita, quando menos controlo temos.. secalhar é o mais real. Tal como aqui debito estas palavras assim meio redondas, sem que tenha um proposito concreto, faço-o por esse tal vicio que ali em cima falava.

Posso falar de verão, calor, pouca roupa, o sol a nascer, as venturas e desventuras, as musicas, o calor, e um belo conjunto de segredos. De facto com luz ve-se muito melhor, quando se vem da água com aquela frescura toda para a toalha, para a espreguiçadeira, para onde for... dá uma vontade enorme de sentir esse Sol brutal!!

tenho de ir embora, o alentejo espera-me.

desculpem se nao pus neons, fotografias com sorrisos obtusos e um vazio tao grande..

obs: .... e ainda nem começou!

adoro a minha LUZ!!!!

Sem comentários:

Real Time Web Analytics