Número total de visualizações de página

domingo, outubro 11, 2009

Budapest.(ainda sem palavras)

tentei fugir ao "mundo" turista da cidade.


este sou eu. (momento de egocentrismo puro)

e deixo aqui alguns dos inumeros pontos de vista que por lá captei.




numa foto sou eu que apareço,pois como ainda nao tenho o dom da obiquidade,teve de ser um amigo a apanhar-me com a AE-1. (epa que baboso que fui agora).


amanha ou depois, passo por aqui para deixar umas palavras sobre as duas cidades numa só.

amo esta foto, vinhamos de Buda,olhei a timidez "social" das Hungaras e assim que ela espreitou matei-a.

Linda a rapariga,elegante,jovem,atrevida,curiosa..okay, acho que perceberam. E as hungaras sao simpaticas,o inglês ás vezes faz milagres....(ahahha)




2 comentários:

M. disse...

Sim, 'palavras' sobre as duas faces de uma mesma cidade, de um mundo 'dividido' em 2 :)!!

Porque estamos em dia de eleições, voto em 3 fotografias (creio que são: 5ª, 7ª e 11ª) das que publicaste: a do casal a passear que observa a rapariga e a criança, a da avó (?) e do miúdo a descerem as escadas e a do eléctrico com o sol pujante que se afirma.
A primeira pelo que (para mim) representa, várias gerações, harmonia, sentimento.
A segunda porque me faz lembrar momentos de vida. Provavelmente seriam fotografias que "tiraria" :), com as quais (no papel do fotógrafo) me identifico...
A terceira porque tem movimento, tem força, parece ter luta!

M.

p.s. não passa de uma simples opinião, não pretende ser "crítica" ..'absente' qualquer tipo de pretensiosismo...

Anónimo disse...

Simplesmente perfeito. Gostei particularmente do teu momento de egocentrismo puro :)

Real Time Web Analytics