Número total de visualizações de página

quinta-feira, abril 30, 2009

Pluto - Prisão.



Mas eles dizem que é pior falar
E vão falando para ninguém ouvir
No fim tu sabes onde me encontrar
Traz coisas para destruir

Quantas linhas mais vou ter de ler
Das que escreves para me dizer
Quanto medo tens de abrir mão do medo e mergulhar no caos

Mas eram culpas e as suas más desculpas
E a quem batemos à porta nesse dia
Minha vontade meu amor que bem sabia
Diz-me que sonhos tens diz-me o que vês

Sou uma prisão de que fujo a que regresso

Não vês como é bom dizer eu tentei
Quem sabe eu parti quem sabe eu voltei

Mas eles dizem que é pior falar
E vão falando para ninguém ouvir
No fim tu sabes onde me encontrar
Traz coisas para destruir

Sim o que for tem de ser
Sim foi o que eu quis dizer
Pudesse eu querer mais
O que for tem de ser

Não faças deixa que aconteça
Agarra no momento para que não desapareça

Detesto fazê-lo mas eu não resisto
Nesse momento eu começo a sentir o alívio do ver
Sou uma prisão de que fujo a que regresso.

obs:de quem sabe o que diz.

2 comentários:

Grande Querida disse...

fds 84.. muito bom mesmo..

eu agora estou mais no "só mais um começo.." vai se lá saber porque..

Ana Si disse...

"Quantas linhas mais vou ter de ler
Das que escreves para me dizer
Quanto medo tens de abrir mão do medo e mergulhar no caos" é por isto que esta é das minhas favoritas ...

melhor só mesmo:

"É só o nada a bater-nos à porta
E a mim importa-me que estejas a meu lado
Enquanto o medo vai dançando à nossa volta

É só uma imagem que sonhámos doce imagem
Nada que um dia após o outro reproduza
Mas meu amor estaremos sempre de passagem
Esquece o que eles dizem sobre um grande amor
Quem podia mais querer-te como eu
Nada que acredite conseguir mostrar pois é algo teu" algo teu - pluto

Real Time Web Analytics