Número total de visualizações de página

sexta-feira, maio 14, 2010

não faço ideia.

complexo este sentimento . como se gritasse e não entendessem a língua que falo, como se fosse um mudo sem ser capaz de me exprimir. filtro tudo , construo novamente, caminho, e fica sempre a sensação que um dia são mil dias. Não pela ansiedade, mas pela força do que tenho em mãos. Paro, reflicto, ocupo-me, mexo-me, converso, entendo, percebo, e nada posso fazer. A acção que posso fazer, é não ter nenhuma, que o melhor a fazer é seguir os meus passos, para mim, e assim é.. eu já percebi.

tu que não consegues ver.. doi-me que tenhas de ir lá acima para vêr melhor, entendo-o , mas saber que nao sabes o caminho, que a unica coisa que posso fazer é estar aqui quieto a ver-te subir essas ruas, enquanto fico aqui a gritar estes gritos mudos como se me tapassem a boca, e vejo-te a caminhar, tremo que te ponhas numa rua qualquer e não saibas voltar para trás, espero com uma ansiedade anestesiante, que sigas direita lá acima, que esse sentimento que ainda tens, mesmo que cheio de novelos e que por muito pouco que seja te guie.
o meu grito nao chega.
Sou eu, como sempre fui, entende isso. Para mim, por mim vou por aqui, pode ser que me encontres numa rua qualquer e vejas por ti mesma.

Sem comentários:

Real Time Web Analytics