Número total de visualizações de página

domingo, maio 16, 2010

não sei.

lutar, entender, fazer ver, estar, procurar, querer, respeitar, sentir, necessitar, esperar,aguardar,acreditar,tocar, saborear,arrepiar, saudades, vontades, verdades, questionar,pensar,amar.

mil graus de calor e vontade, e suportar o mundo que me impede. agarrar as forças, a confiança, a segurança, esperar nao sei quando, até quando, seguir o caminho, nao posso deixar de lutar, nao sou capaz de deixar de lutar, doi-me o corpo, e parece que ja foi ha tanto tempo que travo esta guerra.
mil barreiras pela frente, agarro-me as cartas da carroça e luto contra uma torre de babel, agarro-me ao bom karma, ao optimismo, e aguentar esta faca que me trespassa.

trespassa por algo que podia tao facilmente ser diferente, de lutar contra os dias e as noites, de nao me quererem ver de verdade. Luto, e nao posso ansiar.. é como se andasse num campo de batalha, completamente rejuvenescido, e nem sei se chego a algum lado, e se chegar lá, nao sei terei alguma porta aberta, ou que possa trepar.
doi-me tudo, esta guerra é uma ferida aberta de algo que aceito por um sentimento maior que o mundo que me suplanta. E no entanto... pouco sei , e o que sei, é que nao sou nada.
dizem-me que sou, sinto que ja nao o sou. acredito naquelas coisas que nao saiem e que nao se matam dum momento, por muito que vao morrendo, o click nao pode ser uma queda vertiginosa, mas algo que é possivel voltar atrás..

Até quando?... que coisa é esta que me torce por completo, sim, e não. Tempo que passa tao devagar, e é tao dificil encontrar a paz com tudo isto nas maos.
resta-me o orgulho, o meu real valor, a minha crença, a minha energia, o meu karma (que por tanto luto), e não sei sequer que me olham, ou querem ver frente-a-frente.
Combater esse cepticismo que se esconde por barreiras ou necessidades, imagens toldadas que podem ser mudadas e aqui fico a gritar para que me ouçam e nao partam.

suspiro de como levar isto. lutar afastado e em silencio?..isso nao é lutar. Lutar perto e em alta voz? nao ia resultar. Lutar esperando?..se espero por algo morro trespassado. Lutar sendo eu proprio, para mim proprio? sim... mas têm que me querer olhar, ou no minimo pensarem no quanto diferente pode ser.
que luta é esta?!...mil armas de defesa e mil armas de ataque, luto com robot's ou com humanos? nao sei..
que sentimento contraditorio..

Sem comentários:

Real Time Web Analytics